Atividades que estimulam a coordenação motora

5 de dez de 2018

Criar uma criança com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) exige que os pais desenvolvam uma atenção plena em relação aos tipos de atividades que serão mais benéficas para o desenvolvimento de seus filhos. Além de terem dificuldades de interação social, comportamentos repetitivos e problemas para se comunicar, é bastante comum que as pessoas com TEA tenham dificuldades com postura e coordenação motora.

É importante destacar que algumas atividades ajudam muito a desenvolver a coordenação motora. Mas é necessário dividir a coordenação motora em dois tipos – a ampla, que inclui movimentos como engatinhar, pular e andar. Já a coordenação fina é aquela que envolve mais o controle das mãos, o uso da força, precisão e velocidade.

A boa notícia é que o desenvolvimento motor infantil pode ser estimulado, de forma que a criança consiga executar as tarefas com mais autonomia ao longo do tempo. É importante que as brincadeiras ocorram de forma terapêutica, mas sem forçar a criança. Lembrando que cada pessoa com TEA é única e precisa ser respeitada de acordo com suas limitações e comportamentos. Brinquedos muito barulhentos podem causar medos ou deixá-la agitada, por exemplo.

Escolher a brincadeira ou atividade ideal é importante para que ela se sinta segura e aprenda brincando. Procure a ajuda de uma terapeuta ocupacional e descubra como é importante investir em atividades lúdicas para o desenvolvimento da coordenação motora e até mesmo a diminuição da ansiedade.

A seguir, listamos algumas atividades simples que podem ser aplicadas no dia a dia e contribuir com o desenvolvimento da coordenação fina dos autistas.

Varal infantil: é possível criar um mini varal com caixa de sapato, barbante e pregadores coloridos para a criança brincar de estender e recolher a roupa. Como resultado, a criança vai ser estimulada a desenvolver os movimentos, a imaginação e até a independência.

– Botões no potinho: invista em potes coloridos e compre botões das mesmas cores. Faça furos nos potes e estimule a criança a colocar os botões dentro dos potes, de acordo com a cor.

Bolinhas de sabão: é uma brincadeira que contribui para melhorar a coordenação visual e motora, pois é um jogo que estimula a coordenação olho/mão.

Brincar de massinha de modelar: estimular a criança a brincar com massinhas ajuda na coordenação, na criatividade, na concentração, além de ajudar a pessoa com TEA a vivenciar novas experiências, sensações e movimentos. As crianças podem brincar de forma livre ou usar outros objetos como potinhos e palito de sorvete.

Desenhar com tinta guache: ao brincar com tinta, a criança desenvolve a coordenação motora, pois utiliza os dedos ou pincel para praticar a atividade. A brincadeira estimula a criatividade, noção de tempo e alguns sentidos como tato e visão.

Outras atividades que podem contribuir com a coordenação da criança:

– abrir e fechar zíper;
– colocar palitos dentro do paliteiro;
– pegar bolinhas de isopor de dentro de uma bacia com água usando uma peneira;
– passar bolinha de gude de um pote a outro com uma colher.

Dentro do ambiente escolar também é possível desenvolver as habilidades motoras das crianças e adolescentes com TEA. Por isso, é importante que os professores e coordenadores das instituições de ensino estimulem os alunos a praticar atividades como desenhos, pinturas, recortes e colagens. Além de investir em brincadeiras com objetos lúdicos, que estimulem a curiosidade, respeitando sempre a hipersensibilidade de alguns autistas.

Referências:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27733748

https://source.wustl.edu/2012/02/autism-affects-motor-skills-study-indicates/



Cadastre-se e receba nossas novidades!

Artigos, Matérias e Novidades sobre o mundo do Autismo



NeuroConecta - 2018